sábado, 4 de setembro de 2010

A nova aposta do cinema nacional - Nosso Lar


Um mergulho no desconhecido e uma caminhada por vielas que denotam fatos transcendentais à mera compreensão humana. Foi nesse contexto em que me encontrei enquanto conferia a mais nova aposta do cinema nacional baseada na obra do Chico Xavier: Nosso Lar. Encarado por uns como religião e por tantos outros como ficção, esse belo longa levanta questões polêmicas e adiciona mais um palpite no amontoado que já existe sobre o nosso destino pós-vida.


Nosso Lar relata a história de André Luiz, médico, que após sua morte devido aos mais diversos vícios levianos, se vê preso no Umbral, uma dimensão obscura repleta de sofrimento e dor. Situado entre o céu e a Terra, essa espécie de purgatório é o cenário do acerto de contas com a obra realizada (ou não) na Terra. Resgatado, ele é levado para uma dimensão superior, onde existem colônias (cidades) de espíritos de luz, e muitos deles atuam nas mais diversas áreas para um macro funcionamento das questões existenciais, tudo regido, é claro, pelo ser maior: Deus.



Vou procurar não me estender muito sobre o conteúdo do filme, pois a idéia é que você mesmo(a) assista e se surpreenda. A questão maior abordada é que nessa dimensão superior está localizada a verdadeira existência, a vida na Terra é apenas uma mera passagem! Outra coisa que me chamou à atenção é que essas colônias se localizam logo em cima do nosso planeta, distribuídas em belas cadeias de montanhas (belíssimas imagens). Existem estruturas sociais (como governo e ministérios) e muita tecnologia! Segundo o personagem Lísias (interpretado por Fernando Alves Pinto cuja atuação me agradou muito), “ali não era igual a Terra, a Terra que era uma imitação dali”. De tempos em tempos almas reencarnavam e levavam um pouco desse conhecimento para a humanidade, justificando entre ouras coisas, o desenvolvimento terrestre.



A qualidade da produção também merece destaque, o maior custo na história do cinema nacional! Repleto de efeitos especiais padrão Hollywood de qualidade, não comuns no jeito brasileiro de fazer cinema. Mas com o bônus da tecnologia veio o ônus do custo, o investimento beira os 20 milhões de reais! Talvez um valor tímido para o padrão internacional, mas certamente gigante para os orçamentos nacionais. Sinceramente, acho que foi bem gasto cada centavo.



Apesar de essa temática ter sido extraída de um livro religioso, o filme não necessariamente precisa caminhar por esse viés. Se você não é espírita, encare como uma bela história, uma boa ficção. Eu não sou espírita, mas apesar de saber que alguns recursos foram utilizados no sentido de se apresentar da forma mais adequada para o cinema (obviamente por se tratar de uma obra comercial), Nosso Lar fomentou alguns questionamentos que não eu não tinha. Seria muito coerente, na minha opinião, se dentro dessa obra do Chico (que segundo ele, o próprio André Luiz retratado no filme disse sob forma de Psicografia) houvesse alguma verdade universal. Prefiro acreditar que somos mais do que apenas essa vida, é mais reconfortante. A linha entre o entretenimento e questões filosóficas de cunho existencial estava bastante tênue nessa minha pequena viagem rumo a uma, quase impossível, definição do que eu acredito.



A direção e o roteiro do filme é de Wagner de Assis e é estrelado por Renato Prieto (interpreta o André Luiz), além de grande parte do elenco ser formado por artistas consagrados. Não posso deixar de pautar a trilha sonora, é sublime! Resumindo a ópera: recomendo demais! Aproveite e entre nessa viagem, que pode ser verdadeira. Por que não? Afinal, é uma possibilidade!



Grande Abraço

4 comentários:

CristaL. disse...

Esse filme parece ser bem interessante... Já me falaram mto sobre o livro, mas nunca li!


www.brincandodefazerpiada.blogspot.com

blog de humor ácido, divirta-se!

Abraço!

joyce figueiredo disse...

blog maneiro :D

Érico Pena disse...

Sou amante de cinema e até tenho um blog sobre o assunto, o www.cinemeirosnews.blogspot.com
Vi o trailer desse filme que é baseado em uma obra de Chico Xavier e acho que vai ser demais. Parabéns pelo seu post que está bem atrativo. Grande abraço do amigo @ericopena

Cristina Lira disse...

OLá!
Te encontrei lá no blog do Isaac Pro...Muito bonito este espaço, parabens pelo blog e pela postagens, adorei tudo por aqui...
Já estou seguindo, e lhe convido a passar no meu recanto, estarei te esperando por lá...
Bjos no coração
http://passossilenciosos.blogspot.com
Estarei sempre por aqui..xerooo